A construção da Central Agroextrativista da União dos Moradores do Rio Unini e a produção de castanha desidratada são os resultados do esforço e luta dos moradores do Rio Unini e da Fundação Vitória Amazônica – FVA em conciliar desenvolvimento social e conservação da natureza. O projeto piloto na bacia do Rio Negro traz para o interior as oportunidades dos Produtos Florestais não Madeireiros aos ribeirinhos. Os moradores locais são beneficiados diretamente, pois controlam todo o processo produtivo da castanha (coleta, armazenamento,
processamento e embalagem), eliminando atravessadores, agregando valor à castanha (secagem, processamento e
empacotamento) e gerando emprego e renda localmente.

A Conquista Comunicação Socioambiental apoia esse projeto e está trazendo para o Rio Grande do Sul as castanhas embaloadas a vácuo, até o momento presentes em dois pontos de venda: Vê Restaurante e Empório Vegano (Av. Lageado 1265 – POA/RS) e Mulitas (Av. Otto Niemeyer 1709 – POA/RS).

Além disso o presente projeto está aberto para fomentos de empresas que possam se beneficiar por apoiar projetos socioambientais ousadamente bem sucedidos. Entre em contato conosco!

Written by Camilo Pedrollo
Biólogo e etnobotânico com experiência com ribeirinhos na Amazônia e agricultores familiares na Mata Atlântica. Acredita no potencial da biodiversidade brasileira para geração de renda e inclusão social.